Concurso TRT-BA 2018 – Preparativos





Seleção deverá ofertar vagas para técnico e analista.

O TRT/BA iniciou recentemente os preparativos que antecedem ao novo concurso público.

Sendo assim, ao que parece, já houve a formação da comissão responsável por realizar a escolha da banca organizadora do concurso público.




Até o momento, acredita-se que o edital deve beneficiar profissionais como analistas e técnicos, que trabalham em diferentes campos de atuação. Além disso, dependendo do nível de escolaridade, bem como a área que o profissional deve atuar, a remuneração inicial pode chegar a até aproximadamente R$ 11.000.

É isso mesmo! O TRT/BA, isto é, o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região, está preparando para fazer um novo concurso público, muito esperado por várias pessoas. Desse modo, a primeira etapa já foi executada, já que no dia 18 de janeiro foi anunciado que a escolha da comissão responsável pelas próximas etapas já ocorreu. Com isso, essa comissão tem até março para entregar ao órgão o planejamento do concurso (o prazo estabelecido foi de 60 dias). Dessa forma, a partir daí, os integrantes dessa comissão podem avançar ainda mais fundo ao escolherem qual será a banca organizadora com a missão de elaborar as provas, bem como os critérios de seleção.


O objetivo desse concurso público é selecionar profissionais como técnicos e analistas, uma vez que o prazo de validade do último concurso, que foi realizado durante o ano de 2013, termina no mês de março. Ainda não se sabe qual será o número total de vagas que devem ser oferecidas, já que o edital ainda não foi publicado. No entanto, acredita-se que até o primeiro semestre de 2018 aconteça a publicação.

Os interessados em participar da seleção devem preencher algumas exigências pré estabecidas, isto é, para concorrer às vagas aos cargos de técnico, é necessário que os candidatos tenham o certificado de conclusão do Ensino Médio emitido pelo Ministério da Educação. Aqueles que conseguirem a aprovação podem ter um salário de até R$ 7.000,00. Já para preencher os cargos de analistas, cabe ao participante possuir nível superior na área. A remuneração pode chegar a até R$ 12.000, incluindo outros benefícios como vale-alimentação, por exemplo.

As vagas ofertadas no concurso de 2013 na área de técnico foram dirigidas para o campo administrativo. Dessa forma, além do ensino médio, é preciso que o profissional possua um diploma de técnico judiciário voltado ainda para tecnologia da informação. Já as vagas direcionadas aos analistas eram mais extensas, garantindo que profissionais de diversas funções pudessem inscrever-se.

Espera-se que o número de inscritos aumente significativamente em relação ao último concurso. Isso porque não é novidade para ninguém que a crise política que teve início no ano de 2015, acabou por interferir também no cenário econômico. Dessa forma, por consequência, inúmeras indústrias e empresas não tiveram outra alternativa senão demitir funcionários ou deixar de efetuar novas contratações. Tendo isso em vista, logo no primeiro semestre de 2017, havia cerca de 14 milhões de pessoas sem emprego. Dessa forma, diante do agravamento da crise econômica, muitos passaram a ver nos concursos públicos uma forma de garantir certa estabilidade financeira, assim como profissional.

Como a concorrência é grande, isto é, o número de candidatos para ocupar apenas uma vaga é grande, é necessário que os candidatos comecem a dedicar-se aos estudos assim que o nome da banca organizadora sair.

Uma técnica bastante utilizada por estudantes que prestam vestibulares e vem dando resultados positivos é a de refazer provas anteriores, pois dessa forma, além de treinar o tempo, o candidato pode testar seus conhecimentos e saber em qual conteúdo deve aprofundar-se mais e, obviamente, testar as suas condições psicológicas e nervosismo na hora de realizar a prova.

Ana Paula Oliveira Coimbra

Comentários