Trabalho Voluntário pode virar Critério de Desempate em Concursos





Anúncio foi feito por Michelle Bolsonaro durante as comemorações do Dia do Voluntariado.

Em todo o país há pessoas que se encontram em plena preparação para a realização de concursos públicos. Há até quem dedique uma considerável parte de seu dia, dos seus anos e das suas vidas para se prepararem para grandes concursos, como ocorre com os chamados "concurseiros". Desde que uma forte crise atingiu a economia do país, os concursos públicos em geral se tornaram uma boa opção para quem procura por uma nova colocação no mercado, já que as vagas disponíveis estão cada vez em número de menor, além de muito concorridas. Dessa forma, se você é um concurseiro, uma interessante novidade acaba de surgir no mundo dos concursos públicos do Brasil. Cogita-se a hipótese de fazer do voluntariado um critério para o caso de empate em concursos. Quer saber mais sobre isso? Então, continue a ler este artigo e fique por dentro de tudo.

No último dia 28 do mês de agosto, foi comemorado em todo o país o Dia do Voluntariado. Dessa forma, durante as comemorações realizadas durante uma cerimônia que ocorreu no Palácio do Planalto, Michelle Bolsonaro, que é a primeira-dama do país, aproveitou a ocasião para anunciar algumas ações cujo objetivo é motivar o voluntariado.




Dentre as novidades anunciadas , uma em especial parece ser bastante interessante para pessoas que pretendem ingressar em cargos do funcionalismo público. De acordo com as palavras da primeira-dama, o trabalho voluntário conta agora com a possibilidade de ser um critério de desempate nos casos de concursos públicos.

Ainda de acordo com Michelle, a partir de agora deve ser editada por parte do Ministério da Economia uma nova instrução normativa que irá fazer com que essa novidade se torne efetiva.


Na realidade, o aproveitamento do trabalho de voluntariado como critério para o desempate nos concursos úblicos já é uma prática que vem sendo utilizada em concursos federais, o que ocorre desde o ano de 2017, o que se deu em decorrência do decreto 9.149, que relaciona-se ao Programa Nacional de Voluntariado.

Contudo, esta condição acabou sendo suprimida neste ano de 2019, por uma decisão que partiu do próprio presidente da república, Jair Bolsonaro.

Em termos práticos, na atualidade, o primeiro e também principal critério para o desempate em concursos públicos no Brasil é a idade, o que é preferencialmente para os candidatos que possuem idade maior que 60 anos. Como é comum de acontecer, essa regra também é aplicada com candidatos com idade menor de 60 anos, de modo que em caso de empate de pontos, o candidato com mais idade fica com a vaga concorrida.

É claro que dependendo do concurso haverá outros critérios de desempate, como por exemplo, o número de acertos em determinadas matérias , ou ainda em o candidato ter atuado como jurado em algum julgamento, ou porque atuou como mesário nas eleições, ou no caso de doadores de sangue ou de órgão e por último já ter trabalhado em um cargo público.

De início as pessoas podem pensar que colocar o trabalho voluntário como critério de desempate pode ser uma bobagem. Mas a pretensão da primeira-dama do país é justamente o de incentivar este tipo de atividade nos brasileiros. Pois, considerando o fato de que há pessoas realmente empenhadas em serem aprovadas em concursos públicos, o trabalho voluntário de certo modo será útil para colocá-las bem mais próximas ao seu ideal. Por isso, pode-se afirmar que é realmente uma excelente ideia.

E o melhor dessa ideia é o resultado positivo que ela irá gerar, pois o número de voluntários em diversos setores irá aumentar de forma considerável. O que signfica que muito mais pessoas necessitadas poderão contar com a ajuda destes novos voluntários. Assim, todos só têm a ganhar.

Sirlene

Comentários